O empreendedorismo pelo mundo

112

Com o advento da internet, hoje fica fácil detectar como andam as iniciativas empreendedoras pelo mundo afora, mas existe particularmente uma entidade internacional cujo objetivo principal é, exatamente, aferir permanentemente os índices de empreendedorismo dos países de todos os continentes. Trata-se da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) que anualmente realiza pesquisas cujos resultados mostram o posicionamento dos países num ranking mundial.

O Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (IBQP) é a instituição executora do Projeto GEM Brasil e não tem economizado esforços para que a pesquisa ganhe maior reconhecimento de organizações públicas e privadas e tem recebido apoios crescentes de entidades como o SEBRAE, o SESI/PR, o SENAI/PR, a Universidade Positivo, e os milhares de cidadãos brasileiros, que ano a ano recebem os pesquisadores e fornecem as informações que norteiam os rumos do empreendedorismo no país.

O relatório GEM 2008 traz uma boa notícia sobre o perfil dos empreendedores nacionais. O país, que em geral não se destacava nos indicadores de inovação, demonstrou grande disposição para consumir ou experimentar novos produtos e serviços. Registre-se que o GEM completará em 2009 o décimo e ininterrupto ciclo anual da pesquisa.

tabela1

O Brasil, no quesito de surgimento de novos negócios sofreu quedas mas  numa crise de investimentos em nível mundial, como a iniciada em 2008, as oportunidades diminuem mesmo, porém o desemprego gerado por uma crise, cria uma multidão de desempregados aptos a se tornarem empreendedores.

Outro dado importante apontado pelo estudo foi que, no Brasil, cerca de 75 % das empresas que abrem, fecham as portas antes de completar 5 anos. Para contextualizar a atividade empreendedora brasileira em âmbito internacional, a equipe GEM Brasil optou por utilizar o G-20 como recorte analítico deste ano.

Essa escolha foi motivada pela posição do Brasil como presidente atual do G-20. Para quem não sabe, o G-20 é formado pelos ministros de Finanças e presidentes de Bancos Centrais de 19 países: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Rússia, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos.

A União Européia também é membro, representada pelo presidente rotativo do Conselho da União Européia e pelo presidente do Banco Central Europeu. Assim, o G-20 congrega importantes países industrializados.

tabela2

tabela3

Por hoje é só mas dá para perceber que nosso Brasil está bastante bem no ranking e, ao se comparar com os anos anteriores, temos evoluído bastante.  Se quiser conhecer o estudo completo do GEM 2008, consulte o site http://www.sebrae.com.br.

5 comentários sobre “O empreendedorismo pelo mundo”

  1. Parabéns Cézar pelo blog.
    Muito interessante e oportuno.
    Talvez ñ se elmbre mas sou o Élcio da mesma turma EESC 68, civil, opção II
    abç

  2. Olá Élcio.

    Claro que me lembro de você.  Vi sua foto e pude ver que você entrou no meu time, daqueles que o efeito do tempo foi avassalador.  Ficamos velhos, hein companheiro.  Hehehehehe.  Ainda bem que a mamãe natureza faz com que apenas o corpo envelheça mantendo nossas mentes na mesma idade do nosso tempo de faculdade.  Muito bom ter notícias suas. Se souber de quem precise de palestras sobre algum tema do blog, recomende-nos.  Pode estar aí uma oportunidade de nos revermos.  Abração.

  3. Parabéns professor!!!Só mesmo uma pessoa brilhante como você para abordar temas tão importantes e atuais.
    Sucesso sempre…Um grande abraço.

  4. Parabéns pelo seu trabalho, foi muito util pra mim, usar estas informações em um trabalho sobre justamente esse assunto “Empreendedorismo no Mundo”, fiz esse trabalho para a disciplina de “Noções de Empreendedorismo”, curso o 3º Ano do Curso Técnico em Hospedagem, Brigado.

Deixe uma resposta