Adaptação

Quando professores dizem que aprendem muito com seus alunos, não é força de expressão mas a mais pura realidade. Ao início de cada nova turma, costumo abrir os trabalhos oferecendo sugestões aos novatos para que tenham o melhor aproveitamento acadêmico possível incluindo dicas sobre formas de estudo e de comportamento geral.

Tenho insistido em um ponto crucial: para que tenham sucesso, precisam alterar a rotina diária durante o período em que estiverem na faculdade.  Muitos acham que a maior dificuldade é a entrada no ensino superior e desconhecem que esta, na verdade é a parte mais fácil.

Apresento razões fortes para que analisem cuidadosamente suas agendas de maneira a introduzir, diariamente, uma hora de estudo para reverem a matéria apresentada na véspera. Em sua esmagadora maioria, aqueles que acreditam na receita, apresentam desempenho notavelmente superior aos que não acreditam.

Não se trata de mágica, apenas uma simples questão de planejamento.  Além de todos os estudos dos especialistas em pedagogia, que apontam esta prática como um dos bons caminhos para a consolidação da aprendizagem, há o aspecto social onde é preciso entender que, para viver e ter sucesso temos de nos adaptar ao meio e não esperar que o meio se adapte a nós.

A natureza apresenta exemplos múltiplos de alterações genéticas surgidas como forma de adaptação ao meio.  Muitos trazem a argumentação de que trabalham durante o dia e não têm tempo nenhum para estudar.  Insisto que o tempo de faculdade é uma parcela pequena da vida e que vale a pena alterar a rotina em troca de auferir os benefícios das ascensões social e profissional oferecidos pela obtenção do diploma.

A vida profissional costuma trazer necessidades periódicas deste tipo de adaptação e a questão fica simples de ser resolvida: ou mudamos e partimos em busca do sucesso ou nos contentamos em manter nosso status quo.

Adaptação é algo para o que temos de estar permanentemente preparados ou seremos engolidos pelo redemoinho da evolução.

Um comentário sobre “Adaptação”

Deixe uma resposta